Sejam Bem-Vindos
 
InícioProfeta DiárioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Corredor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Iron Reinly Mouret
Adiministrador
Adiministrador
avatar

Mensagens : 208
Galeões R$ : 2907
Reputação : 0
Localização : Hogwarts
Humor : Descubra

Perfil Bruxo
Sangue::
Casa::
Relacionamento::

MensagemAssunto: O Corredor   Qui 9 Jun - 9:51


O Corredor


Os corredores de Hogwarts escondem em cada andar um segredo diferente. Eles foram cúmplices de travessuras, palco de brigas e intrigas, cenário de grandes romances ou passageiras paixões, presenciaram cenas que até Merlin duvida. Começam antes da superfície, nos níveis subterrâneos se dividem em duas áreas de características opostas, as masmorras e o subsolo. Enquanto um é o ápice da obscuridade do castelo, outro demonstra que mesmo longe da luz do sol há como ser um ambiente aconchegante e simpático aos olhos. Um é um labirinto de corredores úmidos, iluminados por chamas verdes e azuis que flutuam e proporciona uma iluminação fraca, outro, são amplos e bem iluminados por archotes e velas flutuantes, que ressaltam as cores existentes nos quadros por ali espalhados. No primeiro piso se encontram os corredores mais cheios de vida do castelo, em todos os sentidos, seja em quantidade de movimento a todo instante ou na arquitetura que possuem. Tetos com afrescos encantados que parecem interagir com os alunos, paredes claras que reluzem ao sol e irradia o lugar, portas de todos os jeitos e tamanhos, tudo ali parece transmitir energia, seja de dia ou pela noite com os belos lustres de cristais que se dispõem por todas as suas extensões. Já o segundo andar do castelo difere em tudo do seu antecessor, as janelas ali são poucas, as paredes são de pedra, a atmosfera é úmida. Nada parece muito convidativo aos que por ali transitam, poucos ambientes ficam por ali, alguns já foram abandonados por longos períodos históricos, como o Banheiro Feminino. Pela noite, apenas alguns trechos são iluminados, o que faz o trânsito pelos demais uma pequena aventura pela escuridão. Enquanto o segundo andar é díspar do primeiro, o terceiro parece um irmão tão agradável quanto.

Com janelas de vitrais coloridos e pequenas esferas iluminadas flutuantes, ali parece haver um ar até de esoterismo, mas que faz de toda a sua extensão, algo agradável. Obras de arte que variam de quadros e tapeçarias à armaduras e pequenas estátuas se dispõe ao longo dos corredores, não necessariamente há um exemplar de cada estilo em um corredor, tudo parece ser milimetricamente distribuído para formar locais agradáveis e ao mesmo tempo, bem decorados. Um desses corredores, onde há apenas alguns quadros, leva à Ala Hospitalar. O quarto andar também explora a iluminação multicolorida durante o dia, os vitrais formam um ambiente tranqüilo que contrastam e criam formas diferentes nas paredes claras à medida que o sol muda de posição, há um cheiro de incenso no ar que acaba atraindo os casais mais reservados. O quinto remete à uma arquitetura clássica, paredes claras, cortinas de veludo, algumas cadeiras dispostas nos poucos corredores que há naquele andar, pequenos candelabros fixados a parede provém a iluminação do andar que é basicamente destinado aos cômodos dos monitores, mas, apesar da bela arquitetura, nada ali parece muito chamativo para os freqüentadores casuais. Subindo ao sexto andar, se encontra os mais sombrios corredores de Hogwarts, uma versão bem mais macabra do segundo andar. Ali as janelas são tão empoeiradas que o máximo que conseguem prover é uma iluminação fosca ao ambiente, as paredes e o piso de pedra escura fazem com que o pouco esforço do sol em penetrar nas entranhas daquele andar seja quase inválido.

Há uivos causados pelo vento, barulhos que assolam aquele ambiente e incitam a imaginação das pessoas a criar mitos assustadores sobre as salas abandonadas daquele lugar que parece ter sido esquecido no tempo. Porém, ao fundo de um dos estreitos corredores há uma passagem que guia para o sétimo andar e poupa os conhecedores de tal acesso à driblarem as turbulentas escadas até o topo do castelo. O último andar, tem os corredores mais cobiçados e basta chegar lá para entender o porquê. Mesmo sem todo o esoterismo e magia do terceiro e quarto pisos, tudo ali é agradável aos olhos, a mente e ao corpo. Parece o refúgio ideal. Dá à mente a idéia de se estar no topo, proporciona aos olhos a mais fantástica vista dos terrenos de Hogwarts pelos quatro cantos do castelo. As paredes são claras e em contraste com a luz do sol que entra de maneira ideal, criam um ambiente sereno e agradável durante o dia. Cheio de pequenos corredores sem saída, mas que nem por isso perdem o ar de aconchego e refúgio, o sétimo andar atrai os que querem estudar, namorar ou relaxar sem serem incomodados, visto que é também o lugar menos rondado da escola. Pela noite, a lua e as estrelas fazem companhia às velas que por ali ficam para iluminar, dando ao ambiente não um excesso de iluminação, mas sim, uma iluminação branda, serena. Cada andar com sua personalidade, cada qual com suas histórias, mistérios e aventuras. Cada lugar que guardam os segredos do castelo milenar e os segundos da vida de quem nele residem, os corredores é mágico, encantam, guiam para cada novo lugar, para cada novo momento, a cada novo dia, uma nova história a se descobrir em suas extensões.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Corredor
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Corredor (E lavabo)
» Os peões da guerra. (Crônica Oficial)
» [Comum] UAOM - In The North of The Island
» [CLIPE] MARINA AND THE DIAMONDS - LIVING DEAD
» Corredores de pedra

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Expresso Hogwarts :: Hogwarts :: Sexto Andar-
Ir para: